Tumor de mama nos Felinos
28 de março de 2017
Carrapato do Cão – Rhipicephalus sanguineus
27 de abril de 2017

Tártaro – Saiba mais sobre a doença Periodontal

Dentre as diversas doenças que afetam os cães, a doença Periodontal é a mais comum entre elas, estudos mostram que este tipo de doença acomete cerca de 85% de cães acima dos três anos de idade. A doença periodontal acontece quando as bactérias presente na própria boca do animal formam a chamada placa bacteriana nos dentes, com o passar do tempo, ocorre organização e mineralização formando o cálculo dentário, denominado tártaro. O desenvolvimento do tártaro proporciona o crescimento de microrganismos patogênicos (que fazem mal a saúde) e que produzem enzimas e toxinas capazes de causar inflamação infecciosa da gengiva, chamada gengivite.
Se não tratada no estágio inicial, a constante inflamação da gengiva pode causar retração ou hiperplasia gengival, favorecendo ainda mais a proliferação das bactérias. A elevada carga bacteriana na cavidade oral leva o animal a apresentar outras doenças como: glomerulonefrite, hepatite, poliartrite e endocardite bacteriana, pois as bactérias presentes na boca migram através da correntes sanguínea para órgãos específicos como rim, fígado e coração.

A doença periodontal grave apresenta sintomas característicos como:
  • Mau hálito
  • Salivação espessa
  • Sangramento oral
  • Mobilidade dental
  • Cálculo e gengivite
Tratamento
A doença periodontal só pode ser tratada cirurgicamente, o procedimento é realizado por um médico veterinário especializado, sempre sob anestesia geral, o paciente é submetido à raspagem da superfície dos dentes, raspagem das raízes expostas, quando houver, polimento dos dentes e eventualmente extração nos casos em que a doença periodontal comprometeu os tecidos de sustentação dos mesmos. O procedimento pode levar de 50 minutos até 2 horas, vai depender de cada caso e grau da doença e geralmente o cão recebe alta no mesmo dia sem necessidade de internação.
Prevenção
A prevenção é o principal método para impedir o crescimento da placa bacteriana e proliferação de organismos patogênicos. Atualmente existem alguns métodos, dentre eles estão os petiscos, escovação que pode ser feita até 3 vezes por semana, com movimentos em círculos, com pastas específicas para cães e o procedimento deve durar em média 1 minuto, existem também soluções que são colocadas na água de beber do animal.
Petiscos                                                                                                   Solução para colocar na água
                
Tipos de escovas de dente para cães